Análise Ergonômica do Trabalho

Através de vistoria técnica efetuada por profissional habilitado, a Análise Ergonômica NR 17 dos Postos de Trabalho existentes na empresa, tem como objetivo estabelecer parâmetros que permitam adaptar as condições de trabalho dos funcionários às suas características psicofisiológicas, proporcionando o máximo de conforto, segurança e eficiência de desempenho. A realização e feita a cada alteração de mobiliário ou no ambiente de trabalho.
Importância:
• Proporcionar postos de trabalhos ergonomicamente corretos, a fim de garantir a preservação da saúde e bem estar do colaborador.
• Melhorar a Qualidade de Vida no ambiente de trabalho.

Consulte-nos! Ligue 11 2056-0110 ou

nos mande um e-mail se preferir!

 Análise Ergonômica do Trabalho

 Análise Ergonômica do Trabalho  , A Azevedo Segurança no Trabalho é uma empresa especializada na implantação de programas de gestão ambiental, com objetivo de formular um conjunto de políticas praticas, administrativas e operacionais que levam em conta a saúde e segurança do trabalho além de disponibilizar os cursos on-line e presencial com certificação para você que precisa se aprimorar nas NR’S e no ramo de Segurança no Trabalho.

 Análise Ergonômica do Trabalho 

17.1. Esta Norma Regulamentadora visa a estabelecer parâmetros que permitam a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, de modo a proporcionar um máximo de conforto, segurança e desempenho eficiente.

17.1.1. As condições de trabalho incluem aspectos relacionados ao levantamento, transporte e descarga de materiais, ao mobiliário, aos equipamentos e às condições ambientais do posto de trabalho e à própria organização do trabalho.

17.1.2. Para avaliar a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, cabe ao empregador realizar a análise ergonômica do trabalho, devendo a mesma abordar, no mínimo, as condições de trabalho, conforme estabelecido nesta Norma Regulamentadora. 17.2. Levantamento, transporte e descarga individual de materiais.

17.3.2. Para trabalho manual sentado ou que tenha de ser feito em pé, as bancadas, mesas, escrivaninhas e os painéis devem proporcionar ao trabalhador condições de boa postura, visualização e operação e devem atender aos seguintes requisitos mínimos:

  1. a) ter altura e características da superfície de trabalho compatíveis com o tipo de atividade, com a distância requerida dos olhos ao campo de trabalho e com a altura do assento;
  2. b) ter área de trabalho de fácil alcance e visualização pelo trabalhador;
  3. c) ter características dimensionais que possibilitem posicionamento e movimentação adequados dos segmentos corporais.

17.6.2. A organização do trabalho, para efeito desta NR, deve levar em consideração, no mínimo:

  1. a) as normas de produção;
  2. b) o modo operatório;
  3. c) a exigência de tempo;
  4. d) a determinação do conteúdo de tempo;
  5. e) o ritmo de trabalho;
  6. f) o conteúdo das tarefas.

 Análise Ergonômica do Trabalho

  Fale com Azevedo 11 – 4562-9452 – 4562-8996

Whatsapp 11 – 95061-8443

azevedoconsultoria@azevedoconsultoria.com.br